Você já ouviu falar em taxa de pista!!!

Quando eu pensei que tinha aprendido tudo sobre estabular um cavalo de hipismo, aprendi uma nova, a taxa de pista, olha já são 18 anos e uma boa convivência no meio equestre.

Bom, apesar de pagar a estabulagem conforme o combinado, quando fui começar a montar apareceu a taxa de pista, eu nunca tinha visto e olha que conheço muitas hípicas e haras, portanto nem sabia que existia isso, até fiquei envergonhado pela minha ignorância, mas como leigo estou a aprender.

La se vão 18 anos vivendo no mundo do hipismo modalidade salto e ficou claro que continuo sendo um leigo, sempre aprendo algo novo, mas taxa de pista, essa foi total novidade até para os mais experientes com quem falei, afinal do que adianta estabular um cavalo e não ter onde montar, uma pista para treinar e saltar. Para qualquer praticante de hipismo salto, uma das primeiras coisas que ele observa no local é a pista.

Aí você pode pensar, mas o local tinha espaço para caminhadas ou para trabalhar o cavalo sem ser na pista, não não tem.

Já mudei algumas vezes de hípica, aprendi que temos que nos certificar de tudo, da serragem na baia a farmácia e remédios disponíveis no local, visitar e conhecer as instalações e as pessoas, e foi o que fizemos, e gostamos.

Preço acordado, mudamos nossos cavalos, e foi tudo bem, como falei gostamos das pessoas e do local, vimos boas perspectivas, isso até…

Logo após a mudança fui montar, eu e minha neta, cada um em seu cavalo, eu monto uma semana por mês, as outras 3 semanas estou em outra cidade, mas minha filha e neta montam com uma frequência de 3 dias por semana e temos 4 cavalos.

Bom, foi aí que veio o complemento da informação sobre o local, a taxa da pista, cobrada por cada cavalo por mês, foi uma surpresa, não muito agradável, pois praticamente inviabilizava os custos calculados e combinado.

É claro que tentamos argumentar que não tínhamos sido informados desse custo, reforçando que gostamos do local, mas a sugestão foi que se não estivéssemos satisfeitos o ideal era sair.

Isso nos estimulou a ver outros locais na região onde encontramos outras facilidades e sem limitação de pista ou cavalos.

Portanto, minha sugestão é que além de todas as perguntas pertinentes sobre o local, um proprietário tão leigo como eu, solicite formalmente que se escreva em um documento TODOS os custos.

Bom, admito que fizemos isso e temos documentado, mas ou pagávamos as taxas ou não usávamos a pista, em resumo, bora para outra hípica onde espero não ter que aprender mais, o que eu duvido.

M.A.Vidal