The Best Jump terá número recorde de cavaleiros estrangeiros em 2018

A 50ª edição do concurso de salto de Porto Alegre será disputada de 19 a 22 de abril

Um evento nesta terça-feira (3) para convidados e a imprensa no Dado Bier do Shopping Bourbon Country, em Porto Alegre, marcou o lançamento da 50ª edição de uma das mais tradicionais competições de hipismo do Brasil, o CSI2*-W (The Best Jump). 

Fonte: gauchazh.clicrbs.com.br/esportes

O concurso de saltos será realizado de 19 a 22 de abril na Sociedade Hípica Porto Alegrense e contará com a participação de cerca de 200 conjuntos em todas as categorias. Com uma premiação total de R$ 227 mil, a disputa terá um número recorde de estrangeiros neste ano.

Até o momento, 40 competidores da Argentina, do Uruguai e do Peru estão inscritos para as provas nos quatro dias do evento. A competição contará pontos para qualificação à etapa final da Copa do Mundo, em Gotemburgo, na Suécia, em abril de 2019.

Uma das novidades desta edição do The Best Jump é a realização de uma prova sub-25, com a participação de jovens cavaleiros e amazonas de 14 a 25 anos, com obstáculos de 1m35cm _ os mais bem classificados disputarão a Copa Ouro, no dia 21 (sábado), a segunda prova mais importante da programação.

Presente na cerimônia, o presidente de honra do The Best Jump, Jorge Gerdau Johannpeter, lembrou os primórdios do concurso de saltos de Porto Alegre. Vencedor da segunda edição, em 1970, o empresário de 81 anos disse que cada edição da competição é um “momento emocional” para ele.

– Mesmo com dificuldades, em alguns anos, conseguimos mobilizar a cidade e tornar realidade o objetivo de trazer para o Estado os melhores cavaleiros do mundo. Quando começamos, não imaginávamos que chegaria a 50 anos. A grande pergunta é: teremos mais 50 anos do The Best Jump? Certamente não estarei vivo para ver, mas tenho certeza de que muitos daqui verão – brincou o ex-campeão.

Na cerimônia, foi apresentado o trófeu que será entregue ao vencedor do tradicional Concurso de Salto Internacional Cidade de Porto Alegre, no dia 22 (domingo)_ o campeão também levará para casa premiação de R$ 37 mil. Produzida pelo escultor Marcos VAAndrade, a peça de 10 quilos  e 50 centímetros de altura foi produzida com mármore reconstituído (pó de pedra de mármore).

– A inspiração do troféu foi o logotipo do evento (um cavaleiro saltando obstáculo). O desafio foi transformá-lo em arte tridimensional, com movimento – explicou o artista.

A entrada para o evento é aberta ao público. A expectativa da organização é de que 20 mil pessoas circulem pelo clube da zona sul da Capital nos quatro dias do CSI2*-W.

O que é CSI2*-W

Repleta de convenções, a sigla está alinhada ao hipismo mundial com seus significados: C significa “concurso”, S representa “saltos”(uma das oito modalidades dos esportes equestres) e I informa que trata-se de uma prova “internacional”.

O “2*” identifica que é uma competição “2 estrelas” (referente à premiação, em uma escala que vai de 1 a 5)

O W indica que é uma competição World Cup Qualifier (o evento conta pontos para a seletiva visando à Copa do Mundo).

Foto: O escultor Marcos VAAndrade (E) e o presidente do comitê organizador, João Mazzaferro, com o troféu do eventoAndréa, crédito Graiz / Agencia RBS