Golden Cup do The Best Jump fica com o Brasil

João Vitor Marcon, saltando com HSR Zantella VDL

Depois de um desempate com 11 conjuntos, a Golden Cup – Prêmio White Martins – foi vencida pelo brasileiro João Vitor Marcon, com HSR ZANTELLA VDL, com um tempo de 38,14 segundos.

O segundo lugar ficou com Stephan de Freitas Barcha, com Zilverstone VD Kapel, em 38,34 segundos. O terceiro com José Reynoso Fernandez Filho, montando Loreley JMen, em 38,39 segundos. A prova disputadíssima, que iniciou às 15h, foi a de número nove do dia, encerrando às 17h. Esta foi a disputa final das categorias U 25 (atletas entre 14 e 25 anos) e Small Tour, com conjuntos classificados nos dois primeiros dias do CSI2*-W.

João Vitor Marcon, saltando com HSR Zantella VDL
João Vitor Marcon, saltando com HSR Zantella VDL

No início da tarde, o Prêmio Supra foi conquistado pelo gaúcho Renato Pacheco, com o cavalo Noir, com 40,93 segundos, no desempate. Daniel Abbud Sarquis Aiex, com Olivette Landaise, ficou em segundo, com 43,79; e Daniel Queiroz, com Zingaro, aos 44,06 segundos.

Pela manhã, duas competições na pista internacional consagraram nomes já conhecidos do hipismo. Da primeira disputa, o Prêmio Net, às 9h30min, saiu campeão o brasileiro Sérgio Neves Marins, com o cavalo Eclipse Blue-A GMS. Em segundo, ficou o uruguaio Martin Rodriguez, com Bine VDL, e, em terceiro, o conjunto Vitor Alves Teixeira e Levantus Jmen.

Da esquerda para a direita: o presidente do Comitê Executivo do The Best Jump, João Mazzaferro; o diretor da White Martins Mário Simon; o vencedor João Vitor Marcon; o presidente da Confederação Brasileira de Hipismo, Ronaldo Bittencourt Filho; e o presidente de Honra do The Best Jump, Jorge Gerdau Johannpeter.
Da esquerda para a direita: o presidente do Comitê Executivo do The Best Jump, João Mazzaferro; o diretor da White Martins Mário Simon; o vencedor João Vitor Marcon; o presidente da Confederação Brasileira de Hipismo, Ronaldo Bittencourt Filho; e o presidente de Honra do The Best Jump, Jorge Gerdau Johannpeter.

Na prova para cavalo novos, o Prêmio Haras Joter, às 10h, a vitória ficou com o cavalo Quaido, guiado por Martin Rodriguez, que completou o percurso sem faltas, assim como o conjunto César Almeida e Srta. Adela-Sing Joter. Em terceiro, Lucas Mesquita, guiando o cavalo Exotica Premiere, com 4 pontos de falta.

Na terceira prova deste sábado, Prêmio Osklen, três gaúchos saíram campões. Augusto Bonotto Perfeito, com Busch Van Het Prinsenveld, em primeiro; Antônio Augusto Pinent Tigre, com Sam Van Generheese, em segundo; e Luana Germano, com She de la Cour, em terceiro.

Das nove provas do penúltimo dia do The Best Jump, apenas três foram disputadas sem chuva. Para este domingo, estão programadas três provas e só na pista internacional. A final, o Grande Prêmio Cidade de Porto Alegre, inicia às 14h40min, e encerra a edição dos 50 anos do The Best Jump.

O campeonato internacional está sendo disputado desde quinta-feira (19) na Sociedade Hípica Porto Alegrense, por 200 conjuntos do Brasil, Uruguai, Argentina, Peru e Portugal.

Banner Decathlon
Banner AryBotas
Onde hospedar (estabular) seu cavalo
Workshop Equestre
Banner Spur
Banner Thaty Aulas