Passaporte de Uberaba marca uma etapa de expansão da raça Crioula

Uberaba - Pechada 982 da Reconquista - Crédito Felipe Ulbrich

De cinco regiões que compõem o Brasil, as cinco têm criação de Cavalos Crioulos. De norte a sul e leste a oeste, a expansão da raça tem marcado seu desenvolvimento nos mais diferentes estados brasileiros. O calendário de 2018 recebeu mais uma importante prova: a 3ª Exposição Passaporte de Uberaba (MG), que aconteceu entre os dias 4 e 5 de maio.

Organizada pelo Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Minas Gerais (NCCCMG), a programação da modalidade integrou um importante evento da pecuária, a ExpoZebu. Considerada uma das maiores feiras de gado do mundo, ao longo dos dias da sua realização a Exposição tem a estimativa de receber aproximadamente 300 mil pessoas.

 

A avaliação da Passaporte ficou sob responsabilidade do jurado Mário Móglia Suñé. Mário viajou do sul do Rio Grande do Sul até o interior de Minas Gerais para julgar 40 exemplares da raça, que estiveram sob a supervisão técnica de Heitor Cheuiche Coelho. Quem também veio de longe para acompanhar tudo de perto foi o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) Eduardo Suñé, representando a entidade em todas as etapas da avaliação. “Estamos consolidando o Cavalo Crioulo em espaços importantes como a ExpoZebu. Eu só posso parabenizar a parceria da ABCZ por esse momento tão prestigiado”, afirma o presidente.

 

Na sexta-feira, 4 de maio, o início do julgamento foi realizado na Fazenda Experimental da ABCZ, novo espaço reestruturado para receber provas destinadas exclusivamente a equinos. “A fazenda foi preparada para receber os cavalos da melhor maneira possível. Para nós, o cavalo e boi andam juntos. Nossa ideia é trazer modalidades funcionais, como as etapas do Freio de Ouro”, comenta Claudia Junqueira, diretora de marketing da ABCZ. A Fazenda passou por obras durante 6 meses para adequar o espaço destinado aos animais. Hoje o local conta com duas pistas projetadas para o julgamento dos cavalos, tanto morfológico quanto funcional.

 

Já no sábado, 5 de maio, a final do julgamento foi realizada na pista principal do Parque Fernando Costa. Ricardo Silva, expositor com três animais classificados para a Expointer 2018 comenta da dedicação e trabalho destinado a sua criação ao longo do ano. “Sou criador há 5 anos por opção, por escolha. Hoje vejo o fruto do nosso trabalho em uma pista que dá visibilidade para um público amplo, de regiões como a Índia, América Latina e também outros estados do Brasil. Minha dica para os novos criadores é pensar na criação a partir da genética, mão de obra qualificada e ter um bom planejamento, um projeto organizado para depois executar”, conta Ricardo. Os animais dividiram a pista com o gado durante a segunda etapa da avaliação, despertando o interesse da grande plateia presente.

 

O Núcleo de Minas Gerais irá completar três anos em julho. A 3ª Passaporte marca um ciclo de vitórias na organização e fomento do Crioulo na região. Para Patrick Vila Nova Pereira, vice-presidente do NCCCMG, o crescimento do núcleo é notável. “Montamos a primeira Exposição no peito e na raça e o resultado está aí hoje”, explica. Com a entrada do Cavalo Crioulo no Parque, as “portas” também foram abertas para outras raças de equinos. Hoje a expansão reflete na estrutura dos eventos que acontecem em Uberaba. Lucas Lau, analista de expansão da ABCCC também acredita na importância da ExpoZebu para a raça. “A visibilidade é alta, estamos convivendo com públicos de dentro e fora do Brasil e isso ressalta o espaço que o Crioulo vem ganhando mundo afora”, comenta Lucas.

 

Confira o resultado

 

FÊMEAS

 

Uberaba - Pechada 982 da Reconquista - Crédito Felipe Ulbrich
Pechada 982 da Reconquista – Crédito Felipe Ulbrich
Exposição de Cavalos Crioulos ocorrida durante a ExpoZebu classificou exemplares para a Nacional durante a Expointer

Grande Campeã

Pechada 982 da Reconquista, criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositores Marcelo Tellechea Cairoli e Ricardo Silva, Alegrete/RS

 

Reservada Grande Campeã

La Invernada da Vendramin, criador e expositor Aldo Vendramin, Estância Vendramin, Palmeira/RS

 

Terceira Melhor Fêmea

Rancágua 1213 da Reconquista, criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositores Marcelo Tellechea Cairoli e Ricardo Silva, Alegrete/RS

 

Quarta Melhor Fêmea

Invenada da Tamareira, criadores e expositores Carla F. Musa e Onécio Silveira Prado Jr, Estância Tamareira, Santa Rita do Passa Quatro/SP

 

MACHOS

 

Melhor Exemplar da Raça e Grande Campeão

Pau Ferro da Reconquista, criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Ricardo Silva, Chapecó/SC

 

Reservado Grande Campeão

Estribillo da Fazfar, criador e expositor Ricardo Pinto Faria e outro, Fazenda Faria, Piedade/SP

 

Terceiro Melhor Macho

Maneador da Vendramin-TE, criador e expositor Aldo Vendramin, Estância Vendramin, Palmeira/RS

 

Quarto Melhor Macho

Inteiro da Roraima, criador e expositor Rivadavia Fiorillo Menarim, Fazenda Roraima, Castro/PR

 

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

 

Mais informações sobre a ABCCC

 

Site: www.abccc.com.br

Facebook: www.facebook.com/cavalocrioulooficial