Sim, os cavalos sentem frio

Biscoito, com capa de inverno e chuva...

Porém eles são muito mais resistentes ao frio do que nós por conta do volume de massa corporal que possuem, ou seja, a zona de conforto térmica nos equinos é bem inferior à nossa.

Fonte: Terceiro Tempo, clique aqui e veja a matéria original…

Os cavalos se sentem mais confortáveis no inverno do que em temperaturas muito elevadas e conseguem lidar com muita facilidade com o frio.

Em temperaturas baixas os cavalos tendem a ficar mais agrupados para acumular calor. Os pelos crescem mais e engrossam durante o inverno porque funcionam como uma proteção ao frio e a chuva, como uma cobertura ou capa natural.

Passando a mão na parte interna dos pelos, você sente uma oleosidade que recobre a pele e os fios. É essa cobertura que ajuda a repelir a chuva.

Os cavalos mais fragilizados, como potros, cavalos doentes e idosos, estão sempre mais suscetíveis aos problemas causados pelo frio do que os demais. Um quadro simples pode evoluir rapidamente para um quadro grave. Por isso, devem ser vigiados e observados com mais atenção.

Fique atento à umidade que oferece mais riscos à saúde dos cavalos do que o próprio frio. Nunca se deve guardar um cavalo na cocheira quando está molhado, seja no pós banho ou suado. Eles devem completamente secos.

Biscoito, com capa de inverno e chuva...
Biscoito, com capa de inverno e chuva…

Existem hoje no mercado capas de soft que ajudam a absorver a água rapidamente. Caso não as possua, o sol sempre é a melhor alternativa. Os banhos não devem ocorrer nos horários do dia em que as temperaturas caem. Porque a combinação de umidade e frio prejudica o bem estar e a saúde dos cavalos. As forrações das cocheiras devem ser trocadas com frequência por forrações secas.

Outra alternativa para manter os cavalos aquecidos são as capas de frio. Mas como saber que um cavalo está com frio e precisa ser aquecido?

Acredite se quiser: através das orelhas. Se as orelhas estiverem geladas, ele está com frio.

Em temperaturas baixas os cavalos passam praticamente o dia todo comendo em seus pastos, porque é do alimento que tiram também energia para se aquecer. Em compensação, ele bebe menos água, o que aumenta o risco de cólicas.

Por isso devemos redobrar a atenção com a alimentação nesta época do ano. O volume farto de “verde” é fundamental. Invista nos pastos e dê preferência às rações de alta qualidade.

Consulte o seu veterinário para tirar todas as dúvidas com relação às adaptações e mudanças de manejo, alimentação e treinamento durante as mudanças de temperaturas e de estações. Ninguém melhor do que um profissional capacitado para fornecer as orientações corretas e necessárias para garantir o bem estar do seu animal em todas as fases de adaptação ao clima.

Lembre-se: genética, treinamento e nutrição, sem o acompanhamento de profissionais capacitados e dedicados, não garantem a boa saúde de seus animais e nem bons resultados.

O entendimento do que o seu cavalo precisa, seja no inverno ou em qualquer outra estação, é fundamental.

Trazer para o dia a dia o conceito das necessidades dos cavalos, garante o bem estar do seu animal. Eles são indivíduos que têm sentimentos e sensibilidade.

“Cuidar, dar atenção, estar presente, observar, vigiar e seguir as orientações do seu veterinário ajudam a garantir que os seus cavalos passem por esta estação de frio sem problemas”.

Até a semana que vem, com mais cavalos em nossas vidas!!