Classificatória ao Freio de Ouro em Uruguaiana define seus finalistas

Freio de Ouro Uruguaiana - Madrugador 532 da Reconquista - Crédito Felipe Ulbrich ABCCC

Em alta altitude e com baixa temperatura: assim foram marcados os quatro dias da Classificatória da Região Norte. De 14 a 17 de abril, o Parque de Exposições Agrícola e Pastoril, em Uruguaiana (RS), recebeu mais um evento que selecionou oito competidores para integrar o time de finalistas na Expointer 2018.

Organizado em parceria com o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Flávio Bastos Tellechea, a Classificatória contou com o trabalho técnico de Thiago Andreolla Persici e com as avaliações dos jurados Guilherme Kempa Abascal, José Francisco Pereira de Moura e Roither Bez Barzan. Ao todo, 40 conjuntos entraram em pista para as etapas da prova.

 

Freio de Ouro Uruguaiana - Madrugador 532 da Reconquista - Crédito Felipe Ulbrich ABCCC
Freio de Ouro Uruguaiana – Madrugador 532 da Reconquista – Crédito Felipe Ulbrich ABCCC

Subindo da terceira posição na etapa de Morfologia para a primeiro lugar na final, Cambraia Cala Bassa se manteve no topo da disputa a partir do segundo dia de avaliação e seguiu com as maiores médias até o última etapa. Madrugador 532 da Reconquista, que na Morfologia ficou classificado em segundo, foi aumentando suas médias e também se manteve em primeiro lugar ao longo das avaliações seguintes.

 

Fundado em 1905, o Parque Agrícola e Pastoril conta com três cocheiras para receber uma média de até 138 animais. Em 1909, parte das estruturas de duas das cocheiras mais antigas vieram da Inglaterra, viajando de navio até Rio Grande e de trilho até Uruguaiana. Em 1914, o parque sediou o primeiro remate de gado do Brasil. Já em 1943, na inauguração do salão social, Getúlio Vargas e João Goulart viajaram até o extremo ocidental do Estado para prestigiar o evento. Quem recorda e fala com orgulho de todas essas histórias é Jorge Nunes Benites, responsável por dedicar mais de duas décadas de vida para administrar e cuidar do parque. “Recebemos muitos eventos ao longo do ano que também estão entrando para a história. Eu tive conhecimento dos acontecimentos mais antigos lendo o livro que conta a trajetória do parque. Tenho acompanhado muitas mudanças e melhorias ao longo desses anos”, comenta Jorge.

 

Com mais de 122 associados, o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Flávio Bastos Tellechea foi fundado em 1985 e desde então faz jus a sua fama de ambiente acolhedor. Segundo Manoel Francisco Zirbes Rodrigues, atual presidente do núcleo, “entre outras coisas, faz parte do nosso trabalho dar ênfase à uma boa recepção de quem nos visita. As pessoas vêm de longe, então proporcionamos uma confraternização para receber o público”. Uruguaiana é um polo tradicional de criação. Hoje a cidade conta com aproximadamente 510 estabelecimentos de criação de Crioulos. Além da trajetória histórica do local, a cidade está posicionada em um ponto que facilita o contato entre os criadores da Argentina e do Uruguai.

 

Em casa, José Francisco Pereira de Moura julgou a Classificatória da Região Norte na sua cidade de origem. O contato com a raça vem desde o nascimento, graças ao trabalho do pai. Jurado responsável pela avaliação de 5 edições do Freio de Ouro, José Francisco acredita que o convívio entre os jurados da nova geração é muito importante para o desenvolvimento do Crioulo. “É fácil conviver com essa nova geração, porque apesar de ainda terem uma trajetória relativamente mais curta, eles são maduros, fazem ótimas avaliações e tem um conhecimento preciso sobre o regulamento. Nossa experiência é um amparo para as avaliações rápidas, considerando que temos decisões imediatas para tomar”, afirma. De acordo com o jurado, a concentração e a manutenção do grau de criticidade durante toda a prova, são fatores fundamentais no julgamento.

 

Confira o resultado

 

FÊMEAS

 

1º lugar

Cambraia Cala Bassa, criador e expositor Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé/RS

Ginete: Marcelo Rezende Móglia

Nota: 20,198

 

2º lugar

Malla Oro da Reconquista, criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Erni José Backes, Cabanha Rigorosa, Chapecó/SC

Ginete: Fábio Teixeira da Silveira

Nota: 20,165

 

3º lugar

Alma Gêmea Cala Bassa, criador e expositor Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé/RS

Ginete: Marcelo Rezende Móglia

Nota: 19,130

 

4º lugar

Camb Chula 333, criador e expositor Irmãos Bastos, Estãncia Itapitocai, Uruguaiana/RS

Ginete: Daniel Waihrich Marim Teixeira

Nota: 19,098

 

MACHOS

 

1º lugar

Madrugador 532 da Reconquista, criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Condomínio Madrugador 532 da Reconquista, Condomínio Madrugador, Alegrete/RS

Ginete: Daniel Waihrich Marim Teixeira

Nota: 20,137

 

2º lugar

Umbú do Infinito, criador Roberto Sidney Davis Júnior e expositores Roberto Sidney Davis Junior e Paola Bacchin Schneider, Agropecuária Infinito e Quintauna, São Sepé/RS e Cachoeira do Sul/RS

Ginete: Miguel Souza

Nota: 19,792

 

3º lugar

TR Entonado, criadora e expositora Eliete Vignaga Tonus, Cabanha Tradição Crioula, Pato Branco/PR

Ginete: Fábio Teixeira da Silveira

Nota: 19,243

 

4º lugar

Mirante do Ouriço, criador Luis Augusto Weber e expositor Mauro Medeiros, Cabanha Dom Claudino e La Cuartelera, Santo Ângelo e Chapadão do Sul/RS

Ginete: Eduardo Weber de Quadros

Nota: 18,967

 

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Texto: Julia de Andrade/ABCCC

 

Mais informações sobre a ABCCC

 

Site: www.abccc.com.br

Facebook: www.facebook.com/cavalocrioulooficial