Leilão Capanegra comercializa para cinco estados

Leilão Capanegra 2018 (Foto Gustavo Rafael)

A expansão para novos mercados marcou as vendas do Leilão Capanegra, um dos mais tradicionais do circuito de negócios de primavera no Rio Grande do Sul.

O remate colocou em pista bovinos e equinos na noite desta terça-feira, 02 de outubro, na Associação Rural de Bagé.

 

Leilão Capanegra 2018 (Foto Gustavo Rafael)
Leilão Capanegra 2018 (Foto Gustavo Rafael)

No comando do martelo de Fábio Crespo, pela Parceria Leilões e Programa Leilões, a comercialização de touros Angus e Brangus, além de cavalos Crioulos, atraiu compradores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul.

 

– Pela primeira vez, realizamos nosso remate à noite. Obtivemos êxito, com cinco estados alcançados e nossa genética sendo levada para diferentes regiões do país – ressaltou Fernando Dornelles Pons, titular da Capanegra Agropecuária, de Dom Pedrito (RS).

 

Os reprodutores Brangus registraram média de R$ 8 mil, enquanto os touros Angus obtiveram R$ 7,3 mil de média. Entre os equinos, a média geral ficou em R$ 14,1 mil, com destaque para a venda da Reservada Campeã Potranca Menor da Expointer 2016, Capanegra Ursa Nativa. A fêmea foi arrematada por R$ 100 mil, para a Cabanha Maufer, de Cruzeiro do Sul (RS).

 

TEXTO: Estela Facchin

FOTO: Gustavo Rafael