Philip Greenlees briga pelo pódio individual – Olímpicos da Juventude 2018

Philip Greenlees com Denise Z em ação nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018 (Hector Garrido)

Equipe de hipismo da América do Sul fechou Jogos Olímpicos da Juventude em 4º lugar. A final individual – com contagem zerada – acontece em 12 e 13/10 no Club Hípico Argentino, em Buenos Aires.

Já está definido o pódio por equipes no hipismo na modalidade Salto na 3ª edição dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, que começaram em 6/10 e seguem até 18/10. Após duas acirradas disputas por equipes em 8 e 9/10 no Club Hípico Argentino, a equipe da América do Sul fechou na 4ª colocação com apenas uma falta (4 pontos perdidos).

Philip Greenlees com Denise Z em ação nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018 (Hector Garrido)
Philip Greenlees com Denise Z em ação nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018 (Hector Garrido)

O jovem talento brasileiro Philip Greenlees, 15, campeão mundial FEI Children em 1/1/2018 e vencedor da seletiva brasileira para Olimpíada da Juventude, teve espetacular recuperação na disputa. Após cometer três faltas na 1ª passagem da final por equipes, Philip que está montando a égua Denise Z zerou a 2ª passagem. Com esse resultado, a equipe da América do Sul formada por Philip com Denise Z ao lado do venezuelano Bernardo Lander com Cameron Z, Gonzalo Bedoya montando Ankara I, da Bolívia, Agostina Llano com Red Sugar Z, do Paraguai e do argentino Richard Kierkegaard apresentando Legolas I conquistou a 4ª colocação com 4 pontos perdidos (computando o descarte do pior resultado a cada dia). A equipe Australasia – Australia e Ásia – também ficou em 4º lugar.

Sagrou-se campeã a equipe da América do Norte Nicole Robredo/ El Capricho Champion, do México, Philippe Coles / Quid du Plessis,do Haiti, Marissa del Pilar Thompson / Canal del Bajo Kithira, do Panamá, Pedro Espinoso / Llavaneras Genquina, de Honduras, Mattie Hatcher / Santa Rosa Valery, dos EUA que fechou sem faltas e garantiu o título após desempate com a equipe da Europa. Ambas fecharam o desempate com uma falta (computado descarte do pior resultado da equipe) e a América do Norte levou a melhor na soma dos tempos 97s80, enquanto os representantes da Europa registraram 101s58. A medalha de bronze ficou com a equipe da África que computou apenas 1 ponto perdido.

Agora os jovens talentos entre 15 e 17 anos – todos montando cavalos emprestados – se preparam para a grande final individual. A contagem é zerada e, com isso, todos voltam à pista no Club Hípico Argentino em 12/10 com chances iguais na primeira passagem da final individual. O campeão olímpico da juventude no hipismo será conhecido no sábado, 13/10, na segunda e definitiva corrida pelo título individual.

Na primeira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude em Singapura 2010, Marcelo Chirico, uruguaio radicado no Brasil, garantiu a medalha de ouro no hipismo. Já em 2014 em Nanquim na China, a vitória foi da Emily Fraser da Nova Zelândia.

Site oficial: www.buenosaires2018.com

Imprensa CBH Carola May e Rute Araújo