Cavalgada: uma paixão por cavalos, natureza e pessoas

Bierrenbacada começou por iniciativa da família Bierrenbach, fonte Guabi

Seja ao lado de amigos, familiares ou até desconhecidos a cavalgada é um esporte que descontrai e atrai milhares de amantes da natureza e de cavalos.

Conhecida por ser um passeio tranquilo, gostoso, onde podem participar crianças e adultos, a cavalgada é uma mistura de aventura e calmaria, que proporciona uma bela paisagem, prosa, cantoria e histórias que tornam a atividade muito prazerosa.

Ricardo Valente não sabe ao certo de onde surgiu a paixão por cavalgar, mas desde que começou, aos oito anos, nunca parou. “Talvez tenha vindo dos filmes, do clube que eu frequentava ou uma mistura de tudo”, conta Ricardo. Hoje ele é um dos organizadores da Bierrenbacada, que realizou sua sétima edição nos dias 20 e 21 de outubro. O grupo – 56 cavaleiros e mais oito pessoas de apoio – saiu de Joaquim Egídio rumo à Morungaba e percorreram 52 quilômetros.

Bierrenbacada começou por iniciativa da família Bierrenbach, fonte Guabi
Bierrenbacada começou por iniciativa da família Bierrenbach, fonte Guabi

“A Bierrenbacada começou por iniciativa da família Bierrenbach e tem como principal objetivo fortalecer o laço com a natureza, os cavalos e as pessoas”, explica o Ricardo, que além de se aproximar de Sultão, seu campolina machador, já fez muitos amigos em suas cavalgadas.

História é o que não falta para os participantes da Bierrenbacada. “Nessa edição tivemos um iniciante que cavalgou metade do percurso com uma sela infantil (risos). Alguns amigos, que passaram por ele, alertaram sobre o fato, mas  só depois do quinto cavaleiro que entendeu que havia algo errado. Após alguns quilômetros, conseguimos uma sela de adulto e a viagem, com certeza, ficou mais confortável”, lembra Ricardo.

Mas, não são só iniciantes que participam da Bierrenbacada. Percio Silveira dos Reis carrega esse amor desde sua infância. “Eu nasci em cima do cavalo, cresci em fazenda e esse era o nosso meio de transporte. Essa paixão vem de família, todos cavalgavam”, conta Pércio.

Outro integrante, que participou pela segunda vez, foi Denival Sargaço, ou Denão para os amigos. Denão começou a praticar o esporte com 30 anos por incentivo de sua esposa. “Costumávamos pegar um cavalo emprestado, para que ela participasse de uma cavalgada de mulheres aqui em São João da Boa Vista. E o negócio foi tão bom, que fui pegando gosto pela coisa. Hoje, nosso maior companheiro é o nosso Astor Generoso, um mangalarga mineiro, que nos acompanha em nossas aventuras. Esta atividade é mais que um relaxamento, é viver plenamente com a natureza. São estes passeios, que marcam a vida de quem está no campo e nas cidades. Quantas pessoas não buscam por sossego em seus finais de semana com a vida turbulenta das grandes metrópoles”, indaga Denão.

Cavalgar faz bem para alma e para o corpo. Assim como este esporte, existem outros que podem te proporcionar prazer. Identifique-se com algum e “deixe a vida te levar”.

Mas cavaleiros fiquem atentos a uma dica muito importante. Para praticar esta atividade, você e seu cavalo precisam estar com boa saúde. ” Ofereça uma boa alimentação ao seu animal e consulte sempre um veterinário”, ressalta o gerente para Equinos da Guabi, Sigismundo Fassbender.

Onde hospedar (estabular) seu cavalo
Banner Spur
Workshop Equestre
Banner Decathlon
Banner AryBotas
Banner Thaty Aulas