José Roberto Reynoso Fernandez é tetracampeão brasileiro Sênior Top

Disputa na Sociedade Hípica Paulista teve alto nível técnico. Com a conquista de Zé Roberto e Marcello Ciavaglia, vice, ambos também mantiveram a liderança do ranking brasileiro sênior top após 7 de 9 etapas. Jordana Laffranchi venceu na categoria Sênior e Vitor Teixeira, na Sênior Especial.

 

Banner Thaty Aulas
Nesse domingo, 10/11, após quatro dias de Campeonato, foram definidos os campeões brasileiros da categoria Sênior na Sociedade Hípica Paulista. Em jogo três títulos: Sênior Top, a 1.55m (rendimento máximo), sênior, 1.45m, e Sênior Especial, 1.30m, todas com armação do course-designer internacional argentino Ivan Tagle. Na categoria Sênior Top, o paulista José Roberto Reynoso Fernandez Filho manteve sua incrível performance ao longo da temporada 2019 e montando Azrael W conquistou o bi consecutivo e tetracampeonato 2015/2016/2018/2019. O vice-campeonato ficou com Marcello Ciavaglia, carioca radicado em São Paulo, montando Conto RJ. Entre o público destaque para a presença de Philippe Guerdat, técnico do Time Brasil de Salto rumo a Tóquio 2020, que acompanhou a disputa de perto e deu dicas a vários cavaleiros.

Após duas provas dois conjuntos haviam virado para a Final individual sem faltas: José Roberto com Azrael W e André Nascimento Xavier, brasiliense radicado em SP, com GR Garuda, seguidos por Marcello com Conto RJ, com 6 pontos perdidos (pp). Marcelo e Conto RJ venceram o GP Final, disputado em dois percursos distintos, com apenas 1 ponto perdido por excesso de tempo a cada passagem fechando o campeonato com 8 pp. Trazendo 5 pp da 1ª passagem, Zé Roberto foi o último em pista com a pressão de zerar para garantir o título, uma vez que cada falta equivale a 4 pontos. Dito e feito: cuidadoso Zé Roberto com Azrael W cruzou a linha de chegada da 2ª volta sem faltas e 1 ponto por excesso garantindo o título brasileiro sênior top com 6 pontos perdidos e fatia de 60 mil reais dos 117 mil em jogo. Marcello e Conto RJ garantiram o vice, 7 pp. A 3ª colocação ficaram com André e GR Garuda, uma égua de criação nacional que está subindo de categoria, que acabaram perdendo 13 pontos na prova final.

José Roberto Reynoso Fernandez Filho comemora o tetra brasileiro senior top (Luis Ruas)
José Roberto Reynoso Fernandez Filho comemora o tetra brasileiro senior top (Luis Ruas)

“O Campeonato Brasileiro é o momento mais importante da temporada. A gente veio de tricampeonato no GP do Internacional Indoor aqui na Hípica Paulista e depois com um bom desempenho no GP do Haras Agromen. Agora consolidamos os resultados com o título brasileiro. São quatro títulos brasileiros o que é muito gratificante para mim, dos quais três com o Azrael. Mais uma vez só tenho elogios a ele”, disse o campeão, 39, destacando as qualidades de Azrael W, um sela holandês de 14 anos, que está com o cavaleiro desde os três. “Acho que temos que agradecer o armador convidado argentino Ivan Tagle, que armou muito bem colocando a altura e as dificuldades esperadas. Agora vamos trabalhar rumo ao GP do Rio de Janeiro em 24/11 e fica muito obrigado a todos que torceram por nós.”

Marcello, 42, também só tinha motivos para comemorar. “Esse ano com o Conto, venci os GPs da Copa São Paulo, Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro e Curitiba e agora fomos vice-campeões brasileiros. Recebi um convite para me juntar ao grupo que está treinando na Europa visando os Jogos Olímpicos”, destacou o vice-campeão. “Quando lembro que nasci em uma favela do Rio de Janeiro e hoje ter chegado onde cheguei, me deixa muito feliz.”

Para o técnico Philippe Guerdat, que acompanhou algumas etapas do ranking sênior top em 2019, “o grau de dificuldade do Brasileiro esteva bom e os cavaleiros vem evoluindo bastante.”

Jordana Laffranchi é a campeã brasileiro Sênior e Vitor Teixeira, campeão Sênior Especial

Na categoria Sênior, a 1.45 metro, a amazona da casa Jordana Laffranchi, única mulher no pódio, montando Escadron van Koekshof, vencedora da prova final, faturou o título brasileiro com menos de duas faltas ao longo, 7,44 pp ao longo do campeonato. Marcello Ciavaglia, que foi campeão brasileiro sênior 2018 montando Shiva, foi vice, dessa feita, montando Paloma Tok, 10,01 pp. Em 3º lugar chegaram Rodolfo Braido Locoselli e Arielle des Bergeries, 13,3pp, por São Paulo.

“Esse é o mais primeiro título brasileiro e o mais especial de todos com esse cavalo que é um pai. Eu não poderia ter uma alegria maior”, disse Jordana, 27, amazona amadora que treina com o medalhista pan-americano Cesar Almeida. “Primeiramente agradeço ao Deus, ao Cesinha que me ajuda e tem a maior paciência comigo, a minha mãe sem ela nada seria possível, ao Tiago meu marido, coach moral, ao tratador Tonho que também é fundamental nessa conquista.

Já na categoria Sênior Especial, a vitória ficou com o top Vitor Alves Teixeira, 60, cavaleiro olímpico, medalhista pan-americano, dez vezes campeão brasileiro sênior Top e atual treinador da equipe argentina de Salto. “Cada vitória é uma emoção diferente. Esse ano conciliei treinamento da Argentina, estive no Pan-americano e na Europa com a equipe Império Egípcio. Por isso, eu poderia estar mais em forma, porém estou muito contente com a conquista”, destacou o cavaleiro que está em busca de novas montarias.

“Estou buscando um cavalo para saltar Sênior Top. Para mim não é tão importante participar de equipes, mas saltar e me dividir ao lado dos meus companheiros”, revela Vitor que aguarda uma boa nova para Argentina, 5ª colocada no Pan e vice individual em Lima. “Já temos uma vaga individual em Tóquio e agora está praticamente confirmada a equipe da Argentina em Tóquio, devido a doping de uma atleta canadense”. Com a provável anulação do resultado do Canadá, a Argentina sobe para o 4º posto por equipes no Pan e se habilitada com equipe completa para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

Agenda

O Brasileiro Sênior Top 2019 também foi válido pela 7ª de 9 Etapas do ranking brasileiro. Encontra-se na liderança José Reynoso, 288,5 pontos, seguido por Marcello Ciavaglia, 252 pontos, Flávio Grillo Garaujo, 195,5 pontos. Além do Campeonato Brasileiro, a SHP recebe outras quatro etapas do ranking brasileiro sênior top: no SHP Open e Copa São Paulo, no 1º semestre, o Internacional Indoor, em setembro, e em dezembro, entre 5 e 9, a grande final com o Concurso de Salto Nacional Top Riders. Antes do Top Riders, a 8ª Etapa Sênior Top agita o 81º Aniversário da Sociedade Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro, entre 21 e 24/11.

Campeonato Brasileiro Sênior Top
Campeão José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W – FPH – 6 pp
Vice Marcello Ciavaglia / Conto RJ – FPH – 7 pp
3º André Nascimento Xavier / GR Garuda – FPH – 13 pp
4º Alberto Bento Sinimbu / Quidam Forever – FHGO – 20 pp
5º Flavio Grillo Araújo / Princess de Revel – FPH – 25 pp
6º Marcos Antonio da Costa Ribeiro Junior / Princess de Revel – 25 pp

Campeonato Brasileiro Sênior
Campeã Jordana Laffranchi / Escadron van Koekshof – FPH – 7,44 pp
Vice Marcello Ciavaglia / Paloma Tok – FPH – 10,01 pp
3º Rodolfo Braido Locoselli / Arielle des Bergeries – FPH – 13,3 pp
4º Rafael Rodrigues dos Santos / Kirk do Cach – FHBR – 14,77 pp
5º Lucio Osorio / Kappa de Quijas – FPH – 16,1 pp
6º Flavio de Castro Martinez Filho / Dalouna PJ Champs Elysess – FPrH – 19,84 pp

Campeonato Brasileiro Sênior Especial
Campeão Vitor Alves Teixeira / Amazing Blue Império Egípcio – 2 pp
Vice Leandro Serrano Guinchetti / Salto Sela Platina Z – 7,49 pp
3º Tiago Almeida Muniz / Valentina SA – FPH – 10,01 pp
4º Stephanie Behar Brga / GR Armani – FPH – 10,64 pp
5º Stephanie Maciera / Juicy – FEERJ – 12,23 pp
6º Pedro Tavora de Matos / Land Yanni do Feroleto – FPH – 12,44 pp

 

Fonte: Imprensa CBH

 

Banner Spur
Tecnologia, segurança, prevenção a fraudes, sistemas, inovação, IoT, monitoração
Banner Thaty Aulas
Banner AryBotas
Onde hospedar (estabular) seu cavalo